Poetas

by Velvet Claw

Fotografia por: Lúcio Tamino

nós poeticos
temos nossas mentes
retidas
em nossos porões
onde destilamos as visões e fantasmas dos viventes
demasiados potentes pelo questo mundo ;
  cada poeta
caminha numa fuga
embruxada num sonho de cabelos loiros ;
  demasiados entre nós têm uma cegueira,
depois de ter bebido
uma dose preparada
com as aguas das Fontes Amarelas —
ó dona,
  que tu me sintas !
  quantos foram perdidos,
pelo seguir uma alquimia proibida
para fazer um grande amor
entre as dunas do deserto ?
  quantos foram mortos,
por causa dum grande desejo
pelas coisas que nem foram e nem serão para nós ?
  quantos transformam-se em sal
para a doçura dum amor
que eles julgavam santo ?

gaby4
© 2015 Renato Hoi. Todos os deireitos reservados. Renatus Hoi. All Rights Reserved.

Advertisements